Mais lidas
Economia

Queda da agropecuária explica PIB menor no terceiro trimestre

.

MARIANA CARNEIRO E LUCAS VETTORAZZO

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A queda do setor agropecuário foi o principal motivo para que, no terceiro trimestre, a alta do PIB brasileiro viesse abaixo das expectativas.

Segundo divulgou o IBGE nesta sexta-feira (1º), o PIB do terceiro trimestre teve alta de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior. O dado veio abaixo do que previam os analistas, que esperavam alta de 0,3% no PIB.

A agropecuária foi o principal destaque negativo, embora fosse esperado que houvesse queda em razão do fenômeno da super safra no primeiro trimestre do ano, com colheitas recordes de milho e soja.

No terceiro trimestre, o setor da agropecuária teve queda de 3% frente ao segundo trimestre, quando já havia recuado 2,3%. As duas quedas consecutivas, contudo, não superam o resultado fora da curva dos três primeiros meses do ano, quando o setor teve alta 12,9%.

Impulsionado pela supersafra e pela alta do dólar, que beneficiou exportadores de alimentos, o setor foi um dos salvadores do PIB no primeiro semestre. A entressafra e expectativas menores de colheitas, por exemplo, de cana de açúcar, derrubaram o indicador da agropecuária para o terceiro trimestre.

Na ponta da produção, a indústria (0,8%) e serviços (0,6%) ajudaram a puxar o PIB para cima. Na comparação anual, contudo, a agropecuária mantém sua importância na atividade econômica. O setor teve alta de 9,1% em relação ao terceiro trimestre de 2016.

A coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis, apesar de esperada, a queda da agropecuária impediu alta maior do PIB. Ela afirmou, no entanto, que o percentual baixo de crescimento (0,1% no terceiro trimestre) não significa uma reversão da tendência vista nos dois primeiros trimestres deste ano.

"A alta do PIB tem mais a ver com o desempenho da agropecuária do que uma reversão do ritmo da economia como um todo", explicou. "Excluindo o setor, a alta do PIB estaria entre 0,6% e 0,8%", disse.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber