Mais lidas
Economia

Governo precisa de R$ 184 bilhões para cumprir regra de ouro em 2018

.

MARIANA CARNEIRO

BRASILIA, DF (FOLHAPRESS) - O Tesouro informou que precisa de R$ 184 bilhões para cumprir a regra de ouro em 2018, norma que proíbe o governo de captar recursos em empréstimos no mercado acima do que pretende gastar com investimentos.

Esse descasamento é um dos motivos pelos quais o governo quer resgatar antecipadamente R$ 130 bilhões do empréstimo que fez ao BNDES.

Segundo a secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi, até setembro, o governo tem um excesso de R$ 26,7 bilhões em despesas com investimentos, frente às receitas com operações de credito.

Parte dessa folga poderia ser repassada para o cumprimento da regra em 2018.

Outra iniciativa que está sendo tocada pelo Tesouro para resolver o descasamento é a classificação de recursos que já entraram no caixa do governo mas ainda não receberam o carimbo de "receitas primárias".

São cerca de R$ 30 bilhões que estão em processo de classificação, segundo Vescovi.

Ela afirmou que se trata de uma questão contábil, sobre a interpretação de recursos captados por meio de pagamentos ao Refis.

Segundo Vescovi, a Receita e o Tesouro estão fazendo uma "força-tarefa" para fazer a classificação desses recursos até o fim do ano, o que pode ajudar a compor as receitas.

Também pode ajudar nessa conta receitas extras obtidas com a privatização da Eletrobrás, em valor superior aos R$ 7,7 bilhões já previstos com ganhos na venda de parte da energia de 14 usinas federais, a chamada descotização.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber