Mais lidas
Economia

Não há possibilidade de acordo com a Oi, diz presidente da Anatel

.

NATÁLIA PORTINARI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Para o presidente da Anatel, Juarez Quadros, não há possibilidade de fazer um acordo com a Oi quanto à dívida de mais de R$ 11 bilhões em multas.

A Anatel é o maior credor individual da companhia, e se posiciona contra a renegociação das dívidas com credores na recuperação judicial da Oi.

"É obrigação dos gestores públicos defenderem os recursos que lhe são devidos às entidades que eles administram, então não há possibilidade de nenhum acordo", disse Quadros após evento nesta terça-feira (3).

Ele também classificou como "preocupante" o pedido de demissão do diretor financeiro da Oi, Ricardo Malavazi Martins, anunciado nesta semana.

"É preocupante, e claro que é um agravante, porque um executivo financeiro tem também responsabilidade fiduciária. Mas ele já foi substituído", diz. O diretor Carlos Brandão vai acumular a função.

Para Quadros, caso seja necessário revender a outorga da Oi, o ideal seria não fatiar a empresa.

"Dado o ambiente de negócios de telecomunicações, o ideal é o operador vender todas as facilidades de modo conjunto. Separar serviços, fatiar, diminui valor da companhia", afirma.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber