Mais lidas
Economia

Petrobras inicia mediação para tentar acordo com Sete Brasil

.

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A Petrobras informou nesta quinta (21) que iniciou processo de mediação extrajudicial com a empresa de sondas Sete Brasil, que está em recuperação judicial.

O objetivo do processo é chegar a um consenso a respeito da manutenção dos contratos de 28 sondas de perfuração de poços petrolíferos.

Com a queda do preço do petróleo e a crise financeira, a Petrobras vem revendo seus planos de investimentos e hoje não precisa mais de todos os equipamentos.

A Sete alega que depende dos contratos para garantir sua sobrevivência e pagar seus credores.

Na mediação extrajudicial, as partes contam com a ajuda de um especialista em negociações para tentar chegar a um acordo. Neste caso, foi escolhido o mediador Gustavo Binebojrn.

Criada em 2010 para ser a principal fornecedora da Petrobras no pré-sal, a Sete Brasil pediu recuperação judicial em abril de 2016, com uma dívida de R$ 19,3 bilhões.

A situação financeira da companhia foi agravada pela dificuldade para obter financiamentos após o início da Operação Lava Jato.

No último dia 28, os credores da Sete se reuniriam em assembleia para avaliar o novo plano de recuperação da empresa, que prioriza a conclusão de quatro sondas -aquelas em estágio mais avança,do de construção e que podem contar com recursos dos estaleiros contratados para concluir as obras.

A assembleia, porém, foi adiada para esperar os resultados da mediação, processo que é confidencial.

A Sete tem como sócios a própria Petrobras, os bancos BTG Pactual, Santander e Bradesco, os fundos de pensão Petros, Funcef e Previ -dos empregados da Petrobras, Caixa e Banco do Brasil, respectivamente- e investidores estrangeiros.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber