Mais lidas
Economia

Simulador do Tesouro compara retorno de aplicações na renda fixa

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Tesouro colocou no ar nesta quinta (21) o simulador que permite que o investidor calcule em quanto tempo ele consegue atingir uma meta financeira aplicando em títulos públicos e que compara o retorno oferecido com o de alternativas populares na renda fixa.

O simulador (https://simulador.tesourodireto.com.br/#/inicio) é destinado tanto a quem já tem conhecimento dos diferentes títulos quanto a quem não faz ideia de por onde começar a investir nesses papéis.

Na primeira tela, o investidor precisa responder se conhece os títulos ou se quer apenas simular o investimento. Se quiser entender mais sobre os papéis, é questionado sobre qual o objetivo financeiro, por quanto tempo pretender deixar o dinheiro aplicado e qual o seu perfil de investidor. Ele também deve indicar como prefere receber os juros, se a cada seis meses ou se no final do período.

O simulador aponta, então, o título mais adequado ao objetivo e ao perfil desse investidor.

Se quiser somente calcular a rentabilidade, o investidor deve clicar em "simular", na tela inicial. Depois, precisa escolher um título -há indicações sobre o prazo e informações sobre características [prefixado ou pós-fixado] e sobre a remuneração dos juros.

Ao clicar em simular, é levado a uma página na qual deve indicar quanto ele quer investir hoje ou o valor que deseja resgatar no futuro. Nesse último caso, o poupador ainda precisa informar se vai aplicar o dinheiro uma única vez ou se fará aportes mensais.

A seguir, a ferramenta compara o ganho com os títulos públicos com o de aplicações de renda fixa como CDBs e LCIs (títulos bancários), poupança e fundos de investimento conservadores.

CAMPANHA

O lançamento faz parte de uma campanha para atrair mais investidores para o Tesouro Direto, onde são vendidos os títulos do governo.

Dentro da iniciativa também está a oferta de 8.000 vagas para um curso on-line sobre títulos públicos.

Metade está disponível desde segunda (18), com carga horária de até 30 horas. Para participar, é preciso acessar o site da Escola de Administração Fazendária, ou a página do Tesouro Direto.

As outras vagas serão liberadas até o fim do ano.

Até julho, o Tesouro Direto tinha cerca de 1,54 milhão de participantes inscritos. Desses, 520.624 estavam ativos, ou seja, possuíam aplicações na plataforma.

Essa é a terceira onda de inovações envolvendo o Tesouro Direto. Em novembro do ano passado, o horário de compra e venda dos título foi alterado e alguns termos, como "compra" e "venda", foram substituídos pelas expressões "investir" e "resgatar", para facilitar a compreensão.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber