Mais lidas
Economia

Privatização da Eletrobras ameaça segurança energética, diz Dilma

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ex-presidente Dilma Rousseff disse nesta terça-feira (22) que privatizar a Eletrobras, conforme propôs o Ministério de Minas e Energia, ameaça a segurança energética do país.

"Vender a Eletrobras é abrir mão da segurança energética. Como ocorreu em 2001, no governo FHC, significa deixar o País sujeito a apagões", criticou a petista em sua conta no Twitter.

Dilma, que chegou a ser ministra de Minas e Energia entre 2003 e 2005 -durante o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva-, disse ainda que o resultado da privatização da Eletrobras "é um só: o consumidor vai pagar uma conta de luz estratosférica por uma energia que não terá fornecimento garantido".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber