Mais lidas
Economia

Petrobras anuncia início de fase de venda de ativos no Paraguai

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Petrobras iniciou a fase não vinculante do processo de venda de seus ativos no Paraguai. Segundo nota da estatal, encaminhada nesta segunda (14) ao mercado, “nesta etapa do projeto serão enviados aos interessados habilitados na fase anterior o memorando descritivo com informações sobre os ativos e as instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para elaboração e envio das propostas não vinculantes”. As informações são da Agência Brasil.

A estatal informa, ainda, que a iniciativa está em sintonia com a sistemática para desinvestimentos da Petrobras e alinhada às orientações do TCU (Tribunal de Contas da União). As atividades da companhia no Paraguai incluem ativos nos mercados de distribuição e comercialização de combustíveis, de lubrificantes e de gás liquefeito de petróleo (GLP).

No país, a Petrobras conta com uma rede de cerca de 200 estações de serviços e de mais de 110 lojas de conveniências. Com a venda dos ativos naquele país, a empresa objetiva a redução do seu endividamento.

PARTICIPAÇÕES

A princípio, a fase não vinculante da venda de ativos no Paraguai envolve a comercialização integral das participações da estatal brasileira na Petrobras Paraguay Gas, Petrobras Paraguay Distribución e Petrobras Paraguay Operaciones y Logística.

A venda dos ativos da Petrobras no exterior faz parte do programa de desinvestimento em que ela pretende levantar de US$ 20 bilhões até o final do próximo ano e já envolveram algumas outras operações na América Latina, inclusive a totalidade das participações da estatal na Petrobras Argentina e também na Petrobras Chile.

No final do mês passado a empresa divulgou Comunicados e Fatos Relevantes ao mercado, onde apresentava algumas das oportunidades de negócios que estavam sendo ofertados com o objetivo de dar continuidade ao seu plano de desinvestimento.

Nele, constava oportunidades de desinvestimentos (Teasers) referentes à cessão da totalidade de direitos de exploração, desenvolvimento e produção em sete conjuntos de campos em águas rasas (totalizando 30 concessões), localizados no Ceará, Rio Grande do Norte, Sergipe, Rio de Janeiro e São Paulo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber