Economia

Leilão de casa de ex-dono do falido Banco Santos não atrai compradores

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Marcado para a tarde desta sexta-feira (11) o leilão da casa do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira, do falido Banco Santos, não atraiu interessados.

A casa, no bairro do Morumbi, em São Paulo estava avaliada em R$ 76,8 milhões, mas não foi feito nenhum lance.

Um complexo de cinco andares que ocupa uma área de 4.100 metros quadrados.

Cid Ferreira alegava que havia desembolsado mais de R$ 200 milhões para a construção, e os credores do banqueiro não aceitavam a avaliação por menos da metade.

Construída entre 2000 e 2004 a casa, na rua Gália, foi decorada por um decorador norte-americano que recebeu mais de R$ 8 milhões pelo trabalho.

Ela tem duas galerias de arte com pé direito de 9 metros e uma biblioteca. O mármore foi importado da França. Os banheiros são devidos vidro transparente, com uma tecnologia que muda a transparência assim que uma pessoa entra nele. Para ficarem mais silenciosos, os elevadores são pneumáticos.

O projeto arquitetônico é de Ruy Ohtake.

A intervenção do Banco Central no Banco Santos ocorreu no início de 2004, após um rombo de R$ 2,2 bilhões.