Mais lidas
Economia

Queiroz Galvão vende fatia em área do pré-sal por US$ 379 milhões

.

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A QGEP (Queiroz Galvão Exploração e Produção) anunciou a venda, por US$ 379 milhões, de sua fatia na área de Carcará, no pré-sal, para a norueguesa Statoil. A empresa tinha 10% do projeto, participação adquirida em julho de 2011 por US$ 175 milhões.

Com a compra, a Statoil passa a ter 76% da concessão BM-S-8, onde está a descoberta de Carcará, que tem reservas estimadas entre 700 milhões e 1,3 bilhão de barris de petróleo e gás.

Os outros 66% foram adquiridos há um ano da Petrobras, por US$ 2,5 bilhões, na primeira venda de áreas do pré-sal pela estatal brasileira desde que iniciou seu plano de desinvestimento.

O outro sócio da área é a Barra Energia, que também estaria analisando venda de ativos, segundo fontes do setor.

Em nota, o presidente da QGEP, Lincoln Guardado, disse que a operação "é consistente tanto com nossa política de gerenciamento de risco como com nosso compromisso de gerar valor ao acionista".

Segundo a empresa, além da entrada de recursos, a transação reduz a necessidade de investimentos no futuro. A Statoil pagará metade do valor à vista e o restante em parcelas, dependendo de certas condições regulatórias.

"Essa aquisição expressa nossa confiança no Brasil, uma área prioritária para a Statoil, e reforça nossa posição em um ativo de classe mundial", disse, em nota, o gerente da Statoil para o Brasil, Andres Opedal.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber