Mais lidas
Economia

ATUALIZADA - Coca é investigada por reduzir tamanho de lata sem avisar

.

NATÁLIA PORTINARI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Coca-Cola está sendo investigada por suposta maquiagem de preço após ter diminuído o tamanho da lata de refrigerante sem avisar os consumidores.

A empresa está vendendo as latas de 310 ml pelo preço que, antes, era da lata de 350 ml. Ambas estão disponíveis nos mercados.

A Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), órgão do Ministério da Justiça, afirma que a empresa pode ter de pagar uma multa de R$ 613,25 (valor mínimo) a R$ 9.198.785,46 (teto da multa).

Em nota, a Coca-Cola afirma que o preço das latas foi reajustado, o que não acontecia desde 2015.

No mesmo período em que foi feito esse ajuste, houve o lançamento da lata pequena, que, coincidentemente, tem o preço que era do vasilhame de 350 ml, segundo a empresa.

"Cada embalagem traz claramente a informação da quantidade de bebida que contém", diz a Coca-Cola. "A lata de 310 ml é mais uma opção de embalagem e não está substituindo a de 350 ml."

De acordo com Arthur Rollo, secretário nacional do consumidor do Ministério da Justiça, quando uma empresa muda a quantidade de produto em uma embalagem, tem de haver um aviso claro ao consumidor.

"A empresa fez uma campanha publicitária dizendo que se trata de uma nova lata. Estamos averiguando se isso não foi feito justamente para o consumidor não perceber que o tamanho mudou", afirmou Rollo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber