Mais lidas
Economia

Fazenda absolve União em processo de conflito de interesses na Eletrobras

.

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) informou nesta quarta (28) que o Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional, conhecido como Conselhinho, absolveu a União em processo sobre conflito de interesses em decisão do conselho de administração da Eletrobras.

A União havia sido condenada pelo colegiado da CVM a multa de R$ 500 mil por votar a favor da renovação antecipada das concessões de hidrelétricas e linhas de transmissão da Eletrobras, em assembleia de acionistas da empresa realizada em dezembro de 2012.

A renovação antecipada havia sido proposta pelo próprio governo federal, em política que buscava a redução do preço da energia no país. Após a renovação, hidrelétricas e linhas de transmissão passaram a ser remuneradas por valor mais baixo.

A adesão ao programa de renovação é apontado pela nova direção da Eletrobras como uma das razões para a delicada situação financeira da companhia, que teve que aumentar seu endividamento para cumprir as obrigações de investimento em um cenário de menor receita.

A condenação pela CVM se deu em maio de 2015, por infração ao artigo 115 da lei 6.404/76, que veda a participação dos acionistas em deliberações que possam beneficiá-los ou que tenham interesse conflitante com o da companhia.

A CVM diz que respeita a decisão do Conselhinho, órgão do Ministério da Fazenda, mas "reafirma o posicionamento de seu colegiado à época do julgamento".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber