Economia

Jornal britânico 'The Guardian' passa a circular em formato tabloide em 2018

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O jornal britânico "The Guardian" passará a circular no formato tabloide a partir do próximo ano.

A impressão do jornal será terceirizada para a companhia Trinity Mirror, responsável pelas publicações "Daily Mirror", "Sunday Mirror" e "Sunday People".

A mudança faz parte de plano de três anos de redução de custos da empresa Guardian Media Group (GMG), lançado em 2016 e que tem como objetivo colocar as contas da companhia no azul até abril de 2019.

Ela também afetará o "The Observer", edição dominical da publicação.

David Pemsel, o presidente-executivo do GMG, justificou a mudança dizendo que o número de pessoas que apoiam o jornalismo produzido pela empresa está em níveis nunca alcançados antes, porém a companhia precisa evoluir junto com a indústria gráfica para seguir produzindo seu jornalismo corajoso e premiado.

Ao noticiar a mudança, o jornal também registra que ela decorre de fatores como queda aguda da receita publicitária de suas edições impressas, migração de leitores para meios digitais e a dificuldade de obter fatia significativa de anúncios on-line, devido à concorrência com empresas como Google e Facebook.

O "The Guardian" circula desde 2005 no formato conhecido como berliner, com dimensões de 47 cm x 31,5 cm. No formato tabloide terá 28 cm x 43 cm.

Segundo a empresa, ela foi a primeira a adotar, no Reino Unido, o formato com o qual circulará até o final deste ano. Antes disso, adotava o padrão standard, de 60 cm x 75 cm.

Em abril de 2017, sua circulação média foi de 154 mil edições diárias, contra 341 mil no mesmo mês de 2005.

De acordo com a agência internacional AFP, apenas "Financial Times" e "Daily Telegraph" continuarão a ser publicados no Reino Unido no formato maior após a mudança no "The Guardian".

A AFP informa que o GMG registrou perdas de £ 69 milhões (cerca de R$ 292 milhões) em 2016 (exercício fiscal encerrado em junho).

O processo de reestruturação da empresa inclui plano de corte de 250 vagas, sendo 100 delas na redação.