Mais lidas
Economia

BNDES lança edital para elaborar modelo para privatização da Cedae

.

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O BNDES lançou nesta quarta (7) edital para contratação de estudos sobre modelos de privatização da Cedae (Companhia Estadual de Água e Esgoto do Rio). A venda da empresa foi aprovada em fevereiro, como parte de um pacote de ajuste nas contas do Estado.

O edital estipula o prazo de 21 de junho para que empresas interessadas enviem documentos para se qualificar para a licitação. Empresas que já participaram de processos relativos a outras companhias de saneamento não precisam passar pela fase de qualificação.

Aprovada sob fortes protestos, a privatização da Cedae é defendida pelo governo do Rio como contrapartida ao socorro federal por meio do programa de recuperação fiscal dos Estados, assim como mudanças na Previdência e limites de gastos dos poderes estaduais.

Ao aprovar a venda da companhia, o governo Luiz Fernando Pezão obteve também autorização para tomar um empréstimo de R$ 3,5 bilhões usando essas ações como garantia. O dinheiro deve ser usado para pagar salários atrasados.

Atualmente, o governo foca na aprovação na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) de projetos de lei que garantem a adesão ao socorro federal. Na terça (6), aprovou a proposta de adesão ao programa de recuperação. Nesta quarta (7), deve votar restrições no pagamento de pensões.

BLOQUEIO

Enquanto não conclui o processo de adesão ao programa, o Estado continua sofrendo bloqueios em suas contas pelo não pagamento de parcelas da dívida com a União. Na terça (6), a secretaria de Fazenda anunciou que foi informada do bloqueio de R$ 190 milhões.

O programa de recuperação fiscal suspende o pagamento das dívidas e os bloqueios por um prazo de três anos, aliviando as contas do Estado.

Com as dificuldades financeiras, o Rio ainda deve salários de abril para 207.210 servidores ativos e inativos, um valor total de R$ 560 milhões.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber