Mais lidas
Economia

Crise política não paralisa cronograma de leilões, diz ministro de Energia

.

FLAVIA LIMA E RENATA AGOTINI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A crise política não atrapalha o cronograma de leilões de energia, afirmou o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho nesta quarta-feira (31). Ele admitiu, no entanto, que a crise gera entre os investidores o receio de recuo "de que o que foi comunicado continuará de pé."

Segundo Coelho, os leilões de energias renováveis -cancelados no ano passado em razão da judicialização dos processos- sairão neste ano.

Ele disse também que a renovação do Repetro (programa de incentivos fiscais ao setor de petróleo), que vence em 2019, não vai atrapalhar os próximos leilões.

"Repetro não será impeditivo para que os leilões do segundo semestre sejam um sucesso. Entendo que ir a leilão sem a renovação preocupa, mas até agosto teremos o Repetro renovado por 20 anos", disse.

O ministro participou do Fórum Investimentos Brasil 2017.

MOREIRA

No mesmo evento, questionado sobre governança dos projetos de infraestrutura em meio às investigações que envolvem empresas e governo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, afirmou que as investigações estão sendo feitas sem que as instituições sejam arranhadas.

"Há dez anos damos exemplo de solidez de nossas instituições. As investigações estão se se fazendo sem que as instituições sejam arranhada."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber