Mais lidas
Economia

Governo adia fim de sinal analógico no interior de SP, BH e cidades do NE

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo divulgou nesta segunda-feira (29) mudanças no cronograma de desligamento do sinal analógico de televisão e adiou a data prevista para que isso ocorra em cidades do interior de São Paulo, Belo Horizonte e em algumas localidades do Nordeste. As informações são da Agência Brasil.

Em Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral, no Ceará, e em Salvador, onde a mudança estava prevista para julho, o sinal analógico será desligado no dia 27 de setembro.

Em Belo Horizonte, a data passa de julho para 8 de novembro. Já em Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos e na região do Vale do Paraíba, em São Paulo, a data do desligamento passa de setembro para 29 de novembro.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, a mudança foi um pleito dos radiodifusores, que pediram mais tempo para se digitalizar.

Além disso, a empresa responsável pela distribuição dos conversores digitais à população de baixa renda do Cadastro Único também se manifestou a favor do adiamento, por entender que a distribuição de conversores com o cronograma antigo estaria além do limite da sua capacidade.

A previsão de desligamento no Rio de Janeiro e em Vitória está mantida para 25 de outubro. Até dezembro de 2018, mais de 1.300 cidades do Brasil terão o sinal analógico de TV desligado.

DESLIGAMENTO

Nesta quarta-feira (31), moradores de Goiânia e de 28 cidades de Goiás não receberão mais o sinal analógico. Quem não tiver feito a adaptação para receber o sinal digital ficará sem a programação de televisão aberta.

Segundo a Seja Digital, entidade responsável pela transição da TV aberta analógica para a fase digital, já foram distribuídos na região 338,9 mil kits de conversor e antena para beneficiários do Bolsa Família e do Cadastro Único de programas do governo federal. O kit permite o acesso ao sinal digital mesmo nos televisores mais antigos depois do desligamento do sinal analógico

Além de Goiânia,os municípios goianos que terão o sinal analógico desligado são: Abadia de Goiás; Abadiânia; Alexânia; Anápolis; Aparecida de Goiânia; Aragoiânia; Bela Vista de Goiás; Bonfinópolis; Brazabrante;, Caldazinha; Campo Limpo de Goiás; Caturaí; Goianápolis; Goianira; Guapó; Hidrolândia; Inhumas; Itauçu; Leopoldo de Bulhões; Nerópolis; Nova Veneza; Ouro Verde de Goiás; Pirenópolis; Santa Bárbara de Goiás; Santo Antônio de Goiás; Senador Canedo; Teresópolis de Goiás e Trindade.

O sinal analógico já foi desligado na cidade goiana de Rio Verde; em São Paulo; em 38 municípios da região metropolitana e em Brasília e em nove cidades do entorno do Distrito Federal.

TV ABERTA

Quando o sinal analógico de TV é desligado em uma cidade, toda a programação dos canais abertos transmitidos pelo sinal analógico deixa de ser exibida. A tela da TV passa a mostrar mensagem informando que o sinal analógico foi desligado e que a programação continua sendo exibida pelo sinal digital.

TELEVISORES

Para receber o sinal digital, é preciso ter um aparelho de televisão com conversor embutido ou colocar um conversor. Os aparelhos mais recentes possivelmente têm conversor embutido. É preciso conferir pelo menu da TV ou pelo manual do aparelho.

Procure pelo selo DTV. Se ele estiver no aparelho, a TV já está preparada para receber o sinal digital.

ANTENAS

Também é preciso instalar uma antena para captar o sinal digital. As antenas externas, usadas no telhado das casas, são as mais indicadas. Nos prédios e condomínios, podem ser usadas antenas coletivas para captar o sinal digital. É recomendável consultar um vendedor ou especialista em antenas para auxiliar na adaptação, de acordo com o local da sua residência.

KITS GRATUITOS

Os kits gratuitos são distribuídos para que a população de baixa de renda, beneficiária de programas sociais do governo federal, tenha acesso à TV digital gratuita. Os kits são compostos por uma antena UHF e um conversor com controle remoto.

Para saber se pode retirar um kit gratuito, basta consultar o site http://www.sejadigital.com.br/site/kit. É preciso informar o NIS (Número de Identificação Social) ou o CPF. Se a distribuição já tiver começado em sua região e seu nome estiver na lista, é possível agendar o horário para retirar o kit.

TV PAGA E PARABÓLICA

Quem tem o serviço de TV por assinatura ou parabólica não precisa fazer adaptações para receber o sinal digital. No entanto, por falta de acordo entre as operadoras de TV por assinatura e as emissoras SBT, Record e Rede TV!, esses três canais não estarão disponíveis na TV paga, nos locais onde o sinal aberto já foi desligado, mas podem ser sintonizados pelo sinal digital.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber