Mais lidas
Economia

Royalties do petróleo impulsionam aumento da arrecadação em abril

.

MAELI PRADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A arrecadação federal voltou a ser salva pela receita com royalties de petróleo, e totalizou R$ 118 bilhões em abril, um aumento real (descontada a inflação do período) de 2,27% na comparação com o mesmo mês do ano passado, divulgou nesta quinta (25) a Receita Federal.

Descontada a receita administrada por outros órgãos do governo, a arrecadação foi de R$ 112,4 bilhões no mês passado, uma queda de 1,3% entre abril deste ano ante o mesmo período de 2016.

A receita não administrada pela Receita Federal somou R$ 5,5 bilhões, aumento de 278% em relação a abril do ano passado. O montante vem crescendo neste ano porque a arrecadação com royalties, principalmente de petróleo, estava em baixa em 2017, porque o preço do produto estava menor e o real estava desvalorizado em relação ao dólar.

Ao contrário da arrecadação administrada pelo fisco, essa rubrica não reflete o desempenho da economia.

INDÚSTRIA

A receita do governo com impostos ligados ao desempenho da indústria continuou em queda em abril.

A arrecadação com o Imposto de Importação somou R$ 3,2 bilhões no mês passado, valor 8% inferior do que o registrado em abril de 2016. O Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e a CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido) totalizaram R$ 18,8 bilhões, um recuo de 15,6%na mesma comparação.

Os tributos que mais refletem o consumo também tiveram queda: a arrecadação com PIS/Cofins somou R$ 21,8 bilhões, uma queda de 3% na comparação com abril de 2016.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber