Mais lidas
Economia

Mais dólares entraram do que saíram do Brasil após denúncias contra Temer

.

MAELI PRADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Apesar da crise política deflagrada pela delação da JBS, mais dólares entraram no Brasil do que saíram na quinta (18) e na sexta-feira (19) da semana passada, dias que seguiram a divulgação da existência do áudio da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer.

Segundo dados do Banco Central, na quinta a entrada de dólares superou a saída em US$ 2,3 bilhões e, na sexta, em US$ 1,1 bilhão.

Os dados do fluxo cambial desta semana devem ser publicados nesta quarta (24).

De acordo com o chefe adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha, é difícil determinar a razão para não haver mais saída do que entrada de dólares no mercado brasileiro nesses dias.

"É muito difícil definir o que está acontecendo em um dia no mercado de câmbio. Há muitos participantes com interesses opostos. Houve alta na taxa de câmbio, o que pode ser favorável para o exportador, que decide internalizar recursos", afirmou.

No acumulado do mês até o dia 19, a entrada de dólares superou a saída em US$ 486 milhões.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber