Mais lidas
Economia

Funcionários do BNDES criticam acusações da Polícia Federal

.

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A Associação dos Funcionários do BNDES fez duras críticas à Operação Bullish, da Polícia Federal, que investiga denúncias de corrupção em aportes concedidos pelo banco à JBS. Eles farão um ato às 15h desta sexta (12) em desagravo aos funcionários citados pela PF.

"As acusações são muito fracas", disse o vice-presidente da associação, Arthur Koblitz. "Os funcionários estão indignados. Muitos têm críticas às políticas (que justificaram os aportes), mas criminalizá-las sem qualquer fundamento, acusar de corrupção e desvio de dinheiro é um absurdo."

Ele alega que a acusação que levou a 37 mandados de condução coercitiva na manhã desta sexta "desconhece" os procedimentos utilizados pelo banco para analisar suas operações.

Na decisão que deu início à Operação Bullish, o juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, afirma que laudo da PF demonstra prejuízos em operações de debêntures com o JBS, que teriam prejudicado o BNDES. Entre os citados pelo juiz, está o ex-presidente do banco Luciano Coutinho.

Segundo Koblitz, a reunião da manhã desta quinta (11) foi pedida pelos próprios funcionários, que queriam explicações da diretoria sobre o assunto. Logo após, eles se reuniram no térreo do edifício sede do banco, no centro do Rio, para definir o

protesto desta tarde.

"Os funcionários estão indignados e estamos cobrando da diretoria uma postura mais firme", disse ele.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber