Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Economia

Venda de cerveja aumenta no Brasil, mas lucro da Ambev cai 20%

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As vendas da Ambev aumentaram no primeiro trimestre, mas a alta nos custos afetou o resultado da companhia, cujo lucro caiu 20,1% no período, para R$ 2,316 bilhões.

O resultado da empresa controlada pela AB InBev, maior cervejaria do mundo, veio abaixo dos R$ 2,9 bilhões observados um ano atrás e dos R$ 2,795 bilhões esperados por analistas consultados pela Thomson Reuters.

No Brasil, o custo dos produtos vendidos por hectolitro subiu 29,1% na comparação anual, enquanto a receita líquida aumentou 0,6% na mesma base.

Em termos de volume, a Ambev apresentou no Brasil crescimento de 2,6% ante o primeiro trimestre do ano passado. Considerando só cerveja, as vendas cresceram 3,4% em volume no Brasil, tanto nas marcas mainstream quanto nas premium.

Segundo a empresa, no segmento premium as vendas em volume avançaram dois dígitos, liderados pela Budweiser, com crescimento de mais de 30%.

Apesar disso, o Ebitda caiu 17,3%, impactado principalmente pelo Brasil, e chegou a R$ 4,356 bilhões de janeiro a março, uma cifra 17,3% menor frente ao mesmo período de 2016 e inferior aos R$ 4,932 bilhões de reais apontados por analistas ouvidos pela Thomson Reuters.

"O resultado no país se deve basicamente ao aumento temporário dos custos em função da desvalorização do real perante ao dólar no primeiro trimestre de 2016 e também da receita líquida por hectolitro impactada pelo aumento de impostos estaduais que entrou em vigor apenas na metade do primeiro trimestre do ano passado, gerando uma base de comparação difícil", afirmou a empresa.

Desconsiderando depreciação e amortização, as despesas gerais e administrativas da empresa no país cresceram 1,5%, para R$ 1,82 bilhão.

PLANOS PARA 2017

Para 2017, a Ambev espera que o custo de produto vendido por hectolitro tenha alta de dois dígitos no primeiro semestre e se mantenha estável ou suba um dígito baixo no segundo.

Em relação às operações internacionais, a empresa vê tendência positiva de volumes de cerveja na América Latina Sul, mas segue cautelosa com o ambiente macroeconômico na Argentina.

Para América Central e Caribe, a Ambev diz que buscará elevar receita e expandir a margem Ebitda. Já no Canadá, o foco será equilibra volumes e preço, a fim de aumentar a rentabilidade.

RAIO-X AMBEV (1º tri. 2017)

OPERAÇÃO: 18 países

LUCRO LÍQUIDO: R$ 2,316 bilhões

RECEITA LÍQUIDA: R$ 11,2 bilhões

EBTIDA: R$ 4,356 bilhões

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber