Mais lidas
Economia

Bancos terão que criar canal único para comunicação de práticas ilícitas

.

MAELI PRADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os bancos terão que criar um canal único para que seus funcionários, clientes, fornecedores e parceiros informem indícios de práticas ilícitas dentro das instituições financeiras. A decisão foi tomada pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) nesta quinta-feira (27).

De acordo com a chefe do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central, Sílvia Marques, a decisão deverá ser implementada pelos bancos no prazo de 90 dias.

"Hoje, os bancos já têm ouvidoria, auditoria para lidar com essas comunicações [de práticas ilícitas]. Mas são vários canais. A medida aprimora isso, estabelecendo a criação de um canal único", afirmou.

Segundo ela, a medida tem como objetivo adaptar as regras atuais aos critérios estabelecidos pelo BIS (Banco de Compensações Internacionais), considerado o Banco Central dos bancos centrais.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber