Mais lidas
Economia

Pepsi se desculpa por propaganda acusada de banalizar protestos

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma nova propaganda da Pepsi com Kendall Jenner causou indignação entre usuários do Twitter nesta quarta-feira, e advogados de direitos civis disseram que a publicidade banaliza casos recentes de protestos nas ruas pelos Estados Unidos.

A propaganda, lançada na noite de terça-feira (4), mostra Jenner, modelo e estrela de um reality show, em um ensaio fotográfico quando percebe um protesto passando por sua locação. Ela, então, se junta à multidão que se aproxima de uma barreira de policiais.

Jenner chega perto de um dos policiais e oferece uma lata de Pepsi, fazendo com que o policial sorria, enquanto os manifestantes comemoram e se abraçam.

Em comunicado nesta quarta (4), a Pepsi se desculpou e afirmou que estava tentando passar uma mensagem de "unidade, paz e compreensão" com a propaganda. O anúncio já foi retirado do ar.

O comercial causou críticas no Twitter, com alguns usuários afirmando que subestima os protestos de rua vistos pelos Estados Unidos nos últimos anos após mortes de homens negros desarmados e adolescentes por parte de policiais.

Embora o comercial não deixe claro contra o que é o protesto -as únicas pistas são símbolos de paz e uma trilha sonora com as letras "nós somos o movimento, essa geração"- espectadores o condenaram rapidamente.

"Se eu tivesse levado uma Pepsi acho que nunca teria sido preso. Quem poderia saber?", disse DeRay McKesson, uma das principais vozes do movimento Black Lives Matter, no Twitter. "Pepsi, essa propaganda é um lixo".

"O fiasco da propaganda com a Kendall Jenner é um exemplo perfeito do que acontece quando não há pessoas negras participando das decisões", acrescentou o comediante e escritor Trayvon Free.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber