Mais lidas
Economia

Com operação da PF, Pezão pede ajuda a Temer para socorro financeiro

.

GUSTAVO URIBE

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Com o impacto da prisão temporária de cinco conselheiros do TCE (Tribunal de Contas do Estado), o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, pediu nesta quinta-feira (30) ajuda ao presidente Michel Temer para a aprovação de proposta de socorro financeira ao Estado.

A expectativa era de que a medida fosse votada nesta semana na Câmara, mas o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) tirou da pauta, argumentando que não havia acordo para a votação da iniciativa.

Nesta quinta-feira (30), o governador se reuniu com Temer e defendeu que o episódio não paralise o Rio de Janeiro e não atrapalhe a apreciação da proposta. Segundo ele, o presidente garantiu que reforçará à base aliada um pedido de empenho para a votação da ajuda financeira.

"Nós tivemos agora com o presidente e ele está empenhado em colocar toda a base aliada para votar. Ele conversou com o presidente Rodrigo Maia", disse.

Segundo ele, haverá uma reunião na próxima terça-feira (4) com governadores de todo o país para discutir exigências financeiras que têm sido feitas pelo Norte e Nordeste.

"Acho que está chegando a um bom termo. Nós temos de olhar para frente. O Rio de Janeiro precisa ter também uma pauta positiva e não podemos parar", disse.

O governador disse que ainda não conversou com o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Jorge Picciani, que foi alvo de condução coercitiva na quarta-feira (29) no rastro da operação O Quinto do Ouro, deflagrada pela Polícia Federal.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber