Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Meirelles diz a investidores que aumento de impostos não é inevitável

.

MARIANA CARNEIRO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro Henrique Meirelles (Fazenda) indicou nesta quarta (29) que o governo vai engavetar um aumento de tributos para tapar o buraco de R$ 58 bilhões no Orçamento deste ano.

Em palestra fechada a investidores em São Paulo, ele disse que "não é inevitável aumentar impostos".

Meirelles distinguiu, porém, aumento de impostos do restabelecimento de isenções fiscais concedidas no passado.

Segundo uma pessoa ouvida pela reportagem, Meirelles afirmou que a reoneração dos tributos sobre a folha de pagamentos está em discussão no governo e deve sair até o fim do dia.

Mas aumento de algum imposto não está sendo contemplado neste momento.

A Fazenda conta com vitórias judiciais que aumentarão a receita extraordinária com a concessão de hidrelétricas. Meirelles disse à plateia que o governo está ganhando decisões nesse front e "deve ganhar mais uma hoje [quarta]".

Com isso, o governo espera obter R$ 10 bilhões neste ano, disse ele. Outros R$ 9 bilhões, ainda segundo o ministro, viriam da conversão de precatórios como receita.

A reoneração da folha seria o terceiro elemento de aumento de receitas.

O congelamento de despesas do governo, que será anunciado nesta quarta, fecha o conjunto de ações para que o governo consiga entregar a meta de deficit de R$ 139 bilhões neste ano.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber