Mais lidas
Economia

Frete marítimo de contêiner tem preço divulgado na internet

.

DIMMI AMORA

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os fretes marítimos de contêiner podem ter seus preços consultados na internet por qualquer pessoa, sem qualquer tipo de cadastro.

Mandar um contêiner cheio de 20 pés do Porto de Roterdã, Holanda, o mais importante da Europa, para Santos, hoje sairia US$ 162 (cerca de R$ 495). Já de Xangai (China) para o principal porto do Brasil, o valor desse mesmo tipo de contêiner ficaria em US$ 1,6 mil (cerca de R$ 5,8 mil).

As informações sobre os valores dos fretes foram disponibilizadas pela Gurucargo.com, uma start-up que compara preços de fretes marítimos entre várias empresas, semelhante ao Decolar.com para passagens aéreas, mas que até agora fazia o trabalho em plataforma fechada.

Somente quem era cadastrado pela companhia e tinha sua identidade validada recebia a informação sobre as melhores tarifas para fazer o transporte. Os proprietários da empresa, que tem sede no Uruguai, decidiram abrir as pesquisa para qualquer pessoa, mesmo sem nenhum tipo de cadastro no site. A empresa opera no Brasil novembro.

Na pesquisa, é possível consultar por tipo de contêiner (20 ou 40 pés) e ainda o preço se o cliente quer enviar uma carga num contêiner compartilhado. Nessa opção, é necessário digitar peso e dimensão do material. A plataforma informa na consulta aberta o prazo estimado para a entrega da mercadoria. Para os clientes que se registram, são oferecidos outros serviços.

Os preços informados podem ser os que a Gurucargo negocia com as transportadoras ou os valores que grandes companhias de navegação estão ofertando naquele dia. Essas companhias podem ser contratadas diretamente, sem a necessidade de passar pela plataforma.

Para os importadores, há opções de frete dos principais portos do mundo para os maiores terminais portuários do país. Mas o site dá poucas opções para quem quer exportar do Brasil. De Santos, por exemplo, só havia a opção de enviar de enviar contêiner para o porto mexicano de Vera Cruz.

PREÇO

Os valores do frete são uma dor de cabeça para empresas que precisam importar ou exportar por serem mundialmente tratados como segredo entre as companhias que fazem o transporte, que também não deixam claro todos os custos incluídos.

Andres Israel, um dos sócios da companhia, diz que ela passa a ser a primeira plataforma aberta no mundo para esse tipo de consulta e que o acesso democrático às tarifas de frete marítimo pode impactar na economia de todo o sistema de comércio.

"Qualquer importador ou exportador que esteja negociando suas cargas internacionais vai poder conhecer em tempo real se está pagando o preço justo ou não", disse Israel.

Para o sócio da companhia, o mercado de frete vai aos poucos assimilar que o futuro da indústria está na informação transparente: "Assim como aos poucos os taxistas vão entendendo que modelos como o Uber são o futuro do transporte, nós pensamos que nosso mercado vai entender que a empresa é o futuro das cargas internacionais".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber