Mais lidas
Economia

Teto para comprar imóvel novo com FGTS é elevado para R$ 1,5 mi em 2017

.

MAELI PRADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O CMN (Conselho Monetário Nacional) decidiu nesta quinta-feira (16) aumentar, até o fim deste ano e somente para imóveis novos, o limite do imóvel que pode ser financiado com o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para R$ 1,5 milhão.

A medida vale para financiamentos contratados entre 20 de fevereiro e 31 de dezembro deste ano em todos os Estados brasileiros.

"Com a mudança, os mutuários terão acesso não só às taxas de juros aplicáveis ao SFH, em geral mais baixas do que aquelas vinculadas a outros tipos de operações imobiliárias, mas à possibilidade de movimentar os recursos de suas contas vinculadas do FGTS para o pagamento de parte das prestações ou para a amortização dos financiamentos, desde que observados os demais requisitos legais e regulamentares que regem o fundo", afirmou o CMN em nota.

A medida foi antecipada pela Folha de S.Paulo e confirmada nesta quarta (15) pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em entrevista à "GloboNews".

O objetivo é estimular a construção civil, que cortou 776 mil postos de trabalho com carteira assinada nos últimos dois anos, e beneficiar a classe média.

"Estamos aumentando esse limite, de cerca de R$ 850 mil ou R$ 950 mil, dependendo da cidade, para R$ 1,5 milhão, para permitir a compra da casa própria. A classe média será beneficiada", afirmou Meirelles na entrevista.

"Poderá não só sacar das contas inativas como utilizar recursos das contas ativas."

LIMITE

O limite anterior era de R$ 950 mil para quem deseja comprar imóveis em São Paulo, Minas Gerais, Rio e Distrito Federal. Nos demais Estados, o teto era de R$ 800 mil.

O novo teto temporário será o mesmo para todos os Estados.

A elevação mais recente do limite de financiamento com FGTS ocorreu em novembro de 2016, após três anos de congelamento. Na ocasião, o teto foi de R$ 750 mil para R$ 950 mil.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber