Economia

Juros registram leve queda em fevereiro, aponta Procon de SP

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A taxa média de juros do cheque especial caiu 0,04 ponto percentual em fevereiro, passando de 13,6% para 13,56% ao mês, segundo pesquisa do Procon de São Paulo. Dos seis bancos pesquisados pelo órgão, três reduziram a taxa. A maior queda foi registrada no Banco do Brasil, onde os juros baixaram de 13,04% para 12,95% ao mês. As informações são da Agência Brasil.

No Itaú, os juros do cheque especial caíram de 13,35% para 13,29% ao mês. O Bradesco também reduziu a taxa no período, de 13,55% para 13,49%.

Os outros três bancos pesquisados foram a Caixa Econômica Federal, o Safra e o Santander, com taxas de juros do cheque especial de 13,55%; 12,6% e 15,49% ao mês, respectivamente.

EMPRÉSTIMO PESSOAL

Em relação aos juros das operações de empréstimo pessoal, o Procon constatou queda média de 0,02 ponto percentual (de 6,51% para 6,49% ao mês). Neste caso, duas instituições puxaram o recuo: o Bradesco, onde a taxa caiu de 6,67% para 6,60%, e o Banco do Brasil, que reduziu os jutos de 5,85% para 5,81%.

Nos outros bancos não houve alteração de juros do empréstimo pessoal entre janeiro e fevereiro: a Caixa praticou taxa de 5,7% ao mês; o Itaú de 6,43%; o Safra de 5,9%; e o Santander de 8,49% ao mês.

Apesar da redução, analistas do Procon recomendam prudência ao consumidor e lembram que é preciso evitar essas linhas de crédito. Caso seja necessário recorrer a uma delas, o consumidor deve verificar as condições do contrato com cuidado e comparar o custo com outras modalidades de crédito antes de assinar os termos. Entre as alternativas, os analistas lembram que o empréstimo consignado tem juros menores que os do cheque especial e do empréstimo pessoal.