Mais lidas
Economia

Para fugir de preços do evento, 'campuseiros' optam por marmita

.

RICARDO AMPUDIA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A calçada do espaço Anhembi, onde acontece a Campus Party desse ano, virou um festival de aromas na hora do almoço. Para escapar dos preços da comida dentro do evento, muitos "campuseiros", acampados em uma das 6.500 barracas da feira, têm optado pelas marmitas vendidas lá fora.

Dentro da feira, um hot dog com uma salsicha, fritas e uma lata de refrigerante sai por R$ 32; uma pizza brotinho, R$ 20; o combo mais simples, com x-salada, refrigerante e um bombom, R$ 25; e para a sobremesa, um churros recheado custa R$ 6.

Gerenciando uma fila na frente do seu isopor, Denise Maciel, proprietária de um restaurante em Santana, na zona norte da cidade, diz que já frequenta eventos no Anhembi há um bom tempo, mas esta é sua primeira Campus Party.

As marmitas desta quinta (2) custam R$ 10,99, o menu do dia é estrogonofe de frango, arroz e fritas. Às 12h30 ela já havia vendido 45 marmitas. "No restaurante a concorrência é muito grande, difícil de gerenciar, as marmitas atendem a necessidade das pessoas e são mais práticas", diz ela, que pensa em fechar as portas do restaurante e atender somente empresas, via demanda.

A Marmotex também gerenciava sua fila. A startup de refeições corporativas ofereceu pacotes de marmitas pelo site. Os campuseiros que fizeram seus pedidos pagaram entre R$ 15 e R$ 20 por refeição, agora retiram as marmitas etiquetadas com seu nome.

Peter Chung, um dos empreendedores à frente do negócio, diz que cerca de 2 mil refeições foram encomendadas para os cinco dias do evento. "Criamos um site especial e fazemos a logística entre os restaurantes e os campuseiros, o retorno tem sido muito bom", comenta.

O burburinho das marmitas dura até às 15h ou enquanto durarem os estoques. À noite, é a vez do corredor polonês de motoboys oferecendo pizzas a R$ 10 logo na porta de saída.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber