Mais lidas
Economia

Brasil se torna principal responsável pelo lucro do espanhol Santander

.

TÁSSIA KASTNER

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A recessão brasileira fez com que o crédito encolhesse no ano passado, com impacto sobre os resultados dos bancos. Ainda assim, o Santander Brasil registrou crescimento no lucro e passou a ser a unidade que mais contribuiu para os ganhos do grupo Santander, com sede na Espanha.

O lucro do Santander cresceu 4% e atingiu 6,2 bilhões de euros no ano passado. O Brasil respondeu por 21% do ganho de todo o grupo, segundo resultados publicados nesta quarta-feira (25). Em 2015, essa fatia era de 19%, atrás do Reino Unido, que contribuía com 23% do lucro do grupo.

Em padrão contábil espanhol, o Santander Brasil lucrou 1,786 bilhão de euros no ano passado, crescimento de 9,5%. O número não é comparável com os dados que serão divulgados no país nesta quinta-feira (26) por causa da diferença de regras de contabilidade entre Espanha e Brasil.

O Santander Brasil será o primeiro dos grandes bancos brasileiros a divulgar resultados fechados de 2016.

Ao detalhar o resultado do Brasil, o banco espanhol destacou o crescimento no número de clientes vinculados (que consomem mais produtos e serviços do banco), que passou de 3,2 milhões para 3,7 milhões. Fidelizar clientes para vender mais produtos é uma estratégia dos grandes bancos para minimizar perdas quando a demanda por crédito diminui.

Só em receitas com tarifa de conta corrente, houve um crescimento de 18,7% em um ano, para 678 milhões de euros. Com cartões, o ganho cresceu 22,9%, para 843 milhões de euros.

A carteira de crédito do Santander Brasil, no entanto, avançou apenas 0,4% em um ano.

No Reino Unido, segundo principal mercado do Santander, o lucro do banco recuou quase 15%, para 1,681 bilhão de euros em 2016.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber