Economia

Produção de veículos no Brasil cai 11% em 2016 e afasta 9.000 funcionários

.

EDUARDO SODRÉ

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A produção de veículos no Brasil caiu 11,2% em 2016 na comparação com 2015. O número foi divulgado nesta quinta-feira (5) pela Anfavea, associação que representa as fabricantes de automóveis. O dado inclui carros de passeio, comerciais leves, ônibus e caminhões. As vendas somadas dessas categorias caíram 20,2% no período.

"Nossa previsão tinha sido de queda de 19%, que está alinhada com o resultado. No setor de caminhões, voltamos ao patamar de 1999", disse Antonio Megale. As vendas no setor de veículos pesados caiu 29,4% em 2016 em relação ao ano anterior.

O estoque total de veículos chega a 176,2 mil unidades, suficientes para 26 dias de vendas. É o menor número registrado desde 2012, que reflete os ajustes feitos ao longo do ano para se adequar ao mercado.

Devido a esses ajustes e paradas nas linhas de montagem , há cerca de 9.000 funcionários afastados em "lay-off", férias coletivas ou programa de proteção ao emprego.

As exportações, que seguem em ritmo de recuperação, cresceram 24,7% em volume no último ano. Contudo, houve alta de apenas 1,6% em valores, devido a predominância de veículos leves.

"Foi o melhor mês de dezembro na história das exportações, com 62.941 unidades enviadas a outros países", afirmou Megale, que ressaltou o trabalho feito em parceria com o governo, que tem fechado alguns acordos comerciais.

PREVISÕES

Para 2017, a Anfavea prevê crescimento de 4% nas vendas e de 11,9% na produção. As exportações devem subir 7,2% , de acordo com a entidade.