Economia

Banco chinês dará empréstimo de US$ 10 bi em troca de petróleo

.

NICOLA PAMPLONA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em busca de novas fontes de financiamento, a Petrobras está negociando um empréstimo de US$ 10 bilhões com o China Development Bank (CDB) em troca de garantia de fornecimento de petróleo a empresas chinesas.
Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (26), a companhia informou que um termo de compromisso com os termos e condições da operação foi assinado hoje pelos presidentes das duas empresas, Aldemir Bendine e Zheng Zhijie.
Agora, as duas partes negociam as minutas dos contratos de financiamento, que incluirão acordo comercial para fornecimento de petróleo a empresas da China.
A Petrobras diz que o modelo é semelhante ao adotado em 2009, quando a estatal brasileira se comprometeu a entregar à chinesa Sinopec 150 mil barris por dia no primeiro ano de contrato e 200 mil barris por dia nos nove anos seguintes, também em troca de um empréstimo de US$ 10 bilhões.
A companhia não detalhou, porém, quais os volumes serão comprometidos desta vez nem o nome do comprador do petróleo.
A troca de empréstimos por petróleo é uma alternativa à captação de recursos no mercado financeiro, mais difícil após os rebaixamentos da nota de crédito por agências de classificação de risco.
Segundo a Petrobras, este novo contrato é resultado do Acordo de Cooperação assinado pela Petrobras e CDB em 2015, quando ocorreu a visita ao Brasil do Primeiro Ministro da China, Sr. Li Keqiang.