Economia

ATUALIZADA

.

JOANA CUNHA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O SNA (sindicato dos aeronautas) promete que não haverá paralisação durante o período do Carnaval, conforme decidido em assembleia realizada pela categoria na manhã desta quarta-feira (3).
Mais cedo, entre 6h e 8h, pilotos e comissários, paralisaram as atividades em 12 aeroportos do país. A categoria decidiu, no entanto, que as paralisações serão retomadas no dia 12 de fevereiro e nos dias seguintes, "até que consigam atingir os objetivos", sempre das 6h às 8h.
Antes do dia 12, deve haver uma audiência no Tribunal Superior do Trabalho, da qual participarão o SNA e os empregadores para que as companhias apresentem uma proposta que será apreciada na quinta-feira (11)", informa o sindicato. Se a proposta for aprovada, o movimento de greve pode ser cancelado.
A categoria reivindica um reajuste salarial "que contemple a reposição da inflação no período de 1º de dezembro de 2014 a 1º de dezembro de 2015, ou seja, 11% de reajuste retroativo à data-base de 1º de dezembro de 2015".
A última proposta das empresas aéreas, negada pela assembleia antes da aprovação da greve na semana passada, oferecia reajustes parcelados (3% em fevereiro de 2016, 2% em junho e 6% em novembro).
Após a paralisação realizada na manhã de hoje, às 11h, em todo o país, dos 820 voos programados (domésticos e internacionais), 103 estavam atrasados e 138 tinham sido cancelados, segundo a Infraero.
Na TAM, até as 10h30, 1.177 passageiros haviam sido impactados em 96 voos, sendo 92 domésticos e 4 internacionais.