Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Brasil negocia acordo de comércio automotivo com Paraguai

.

MARIANA CARNEIRO, ENVIADA ESPECIAL
ASSUNÇÃO, PARAGUAI (FOLHAPRESS) - O Brasil está negociando um acordo para facilitar o comércio de automóveis e peças com o Paraguai.
Segundo o ministro de Desenvolvimento, Armando Monteiro, a ideia é concluir um acordo automotivo com o vizinho no primeiro trimestre do ano que vem.
O Paraguai é o único país do Mercosul com o qual o Brasil ainda não tem um acordo de facilitação de comércio deste setor.
Segundo Monteiro, o mercado do país vizinho é basicamente abastecido por carros usados e, com o desempenho favorável da economia, poderia se transformar em um consumidor de veículos feitos no Brasil.
Em troca, o vizinho quer produzir autopeças para atender o mercado brasileiro, um processo classificado como "gradual" por Monteiro.
Segundo o ministro, a estratégia da política de integração é estimular que os vizinhos deixem de importar de concorrentes asiáticos, como a China, e comprem do Brasil. Para tanto, as empresas brasileiras deveriam transferir parte de sua operação para outros países, aproveitando custos mais baixos.
"Como é sabido, o Paraguai tem custos baixos e disponibilidade de energia barata. Nesse arranjo, verifico que algumas etapas do processo produtivo possam vir a ser realizadas aqui [no Paraguai], o que fará com que as empresas fornecedoras de bens finais do Brasil se tornem mais competitivas e se promova esse processo de substituição de importações", disse.
Segundo ele, o Brasil, que já fechou um acordo para facilitação do comércio automotivo com o Uruguai, deverá fazer ajustes na negociação que tem em vigor com a Argentina.
O atual acordo automotivo entre os dois países expira em junho de 2016 e foi renovado nas mesmas condições, à espera da troca de governo na Argentina.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber