Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Google lança projeto com empresas de mídia para acelerar internet móvel

.

NELSON DE SÁ
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Google apresentou na manhã desta quarta (7), em parceria com empresas de mídia como "The New York Times" e Folha de S.Paulo e de tecnologia como o Twitter, o projeto Accelerated Mobile Pages (AMP), com "versões peso-pena de páginas" de internet para as buscas em aparelhos móveis, como smartphones.
O objetivo é elevar a velocidade de download. "A arquitetura AMP nos permite estabelecer a meta de tempo em zero", diz o vice-presidente de engenharia do Google, David Besbris. "Nos contextos de adoção integral do AMP [na construção da página], ao abrir um texto, ele será baixado instantaneamente."
Segundo o chefe de produtos noticiosos do Google, Richard Gingras, as novas páginas não serão privilegiadas nas buscas do Google, mas, como este já prioriza aquelas com download mais rápido, elas acabarão sendo beneficiadas.
Besbris acrescentou que o projeto começa com as organizações jornalísticas, que já têm conteúdo de qualidade, mas será acessível a todos os usuários.
MODELO DE NEGÓCIOS
Antonio Manuel Teixeira Mendes, diretor-superintendente da Folha de S.Paulo, afirma que "o projeto é bem-vindo por acelerar o consumo de conteúdo mobile e preservar o modelo de negócios que financia o jornalismo de qualidade".
Segundo Gingras, "em seu núcleo central, a iniciativa assegura que, antes de tudo, as empresas de mídia tenham controle completo sobre como apresentam seu conteúdo, sobre como o entregam e como desenvolvem os seus modelos de negócios".
Hoje, prossegue, "os modelos recaem sobre publicidade e assinaturas, que são cruciais para o sucesso das empresas de mídia, com vistas ao futuro. Algumas usam paywalls [como Folha e 'NYT'], outras não, mas nosso objetivo com esse esforço em conjunto é garantir capacidade para que ambas cresçam".
Com a justificativa de reduzir o tempo de download, o projeto AMP exclui javascript, a linguagem de programação usada em paywalls e outras ferramentas. O Google promete apresentar "mais recursos e funcionalidades de suporte para modelos de assinatura e recursos de publicidade nas próximas semanas".
Nesta quarta foi feita só a apresentação das especificações técnicas "iniciais" do projeto, cuja data de lançamento ainda não foi definida. As especificações estão no site de hospedagem de conteúdos de código aberto GitHub, para contribuições de desenvolvedores.
Gingras e Besbris falaram à Folha de S.Pauloum dia antes da apresentação. No Brasil, os outros três parceiros são UOL, portal do Grupo Folha, Editora Globo e Grupo Abril.
CONCORRÊNCIA
O projeto surge meses depois do Facebook Instant Articles e da Apple News, iniciativas com objetivos e parcerias semelhantes. Questionado sobre diferenças com os dois, Gingras responde que o AMP "não é concorrente com essas soluções de plataforma".
Diferentemente do Facebook, "estamos levando isso até a própria base de fundação da World Wide Web, em forma de código aberto, para manter aqueles princípios [de acesso universal da internet] e criar tecnologias que permitam que o conteúdo de mídia esteja realmente disponível de modo instantâneo em todo lugar".
Durante a apresentação na manhã de quarta, feita em tom celebratório, Gingras afirmou seguidamente que o objetivo é ser "instantâneo em todo lugar" e chegou a dizer, em contraposição aos concorrentes de ambiente fechado: "We love the web", nós amamos a web.
Para o analista de mídia Jeff Jarvis, o projeto "vai mudar radicalmente a ecologia da distribuição de mídia".
EMPRESAS
Abril (Brasil) Asahi Shimbun (Japão) Atlantic Media (Estados Unidos) BBC (Reino Unido) BuzzFeed (Estados Unidos) Condé Nast (Estados Unidos) Daily Mail (Reino Unido) The Economist (Reino Unido) Editora Globo (Brasil) El País (Espanha) Farifax Media (Austrália) Folha de S.Paulo (Brasil) Financial Times (Reino Unido) Frankfurter Allgemenine (Alemanha) Gannett (Estados Unidos) The Guardian (Reino Unido) Hearst (Estados Unidos) The Huffington Post (Estados Unidos) La Stampa (Itália) Les Echos (França) Mainichi (Japão) Mashable (Estados Unidos) McClatchy (Estados Unidos) News Corp Australia (Austrália) New York Daily News (Estados Unidos) New York Post (Estados Unidos) The New York Times (Estados Unidos) NineMSN (Austrália) NRC Media (Holanda) Sankei (Japão) The Telegraph (Reino Unido) UOL (Brasil) U.S. News & World Report (Estados Unidos) VOX Media (Estados Unidos) The Wall Street Journal (Estados Unidos) The Washington Post (Estados Unidos) Zeit Online (Alemanha)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber