Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Trabalhadores da Mercedes encerram greve

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os trabalhadores na Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo decidiram em assembleia realizada na manhã desta segunda-feira (31) encerrar a greve iniciada há uma semana.
A proposta negociada entre o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e a companhia abrange a reversão das 1.500 demissões anunciadas no início de agosto e a adesão da fábrica ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE) -que permite a redução da jornada de trabalho e dos salários em até 30%, com financiamento pelo governo federal de metade do salário reduzido.
Conforme o sindicato, o acordo negociado com a empresa prevê a redução de 20% da jornada de trabalho por nove meses, com redução de 10% dos salários para todos os 10 mil trabalhadores da fábrica. Os outros 10% complementares serão financiados pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), conforme determina o programa.
Na semana passada, a companhia havia confirmado a demissão de 1.500 funcionários, a partir de setembro, mas após a decisão da empresa, o sindicato anunciara o início da greve com 7.000 funcionários por tempo indeterminado.
A multinacional fabricante de ônibus e caminhões, que hoje conta com um quadro de 10 mil funcionários, justificara o desligamento em massa pelo excesso de pessoas trabalhando na fábrica diante da drástica queda nas vendas no mercado nacional. Desde 2014, a empresa vinha adotado medidas -como férias coletivas, lay-off (suspensão do contrato de trabalho), licença remunerada- para evitar a queda na produção de caminhões e ônibus.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber