Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Economia

Com novas usinas, mais térmicas poderão ser desligadas, diz ministro

.

LUCAS VETTORAZZO
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, afirmou nesta sexta-feira (14) que com a entrada em operação de novas usinas hidrelétricas e eólicas no país será possível desligar ainda mais térmicas a partir do ano que vem.
Segundo Braga, o governo e as autoridades do setor elétrico conseguiram, no último sábado, cumprir o planejamento de desligar as térmicas mais caras, de custo de R$ 600 por MW hora.
A meta agora, informou, é desligar as de R$ 400 o MWh no biênio 2016-2014.
Segundo Braga, já entrou no sistema metade dos 6 mil MW previstos para entrar em operação este ano. Essa capacidade é proveniente de novas usinas e parques eólicos no país.
Até o final do ano deve entrar em operação, por exemplo, as primeiras turbinas da usina de Teles Pires, na fronteira do Mato Grosso com o Pará. Além disso também estão programadas a entrada de uma última parte das usinas do Rio Madeira e de Belo Monte em janeiro próximo.
Braga afirmou que em outubro e novembro o governo já terá condição de avaliar como o setor elétrico reagiu à desligada das 21 térmicas e deverá anunciar novas medidas para baixar a tarifa.
"Está tudo planejado para a descida da tarifa. Não faremos nada com precipitação. Se conseguirmos desligar mais térmicas do que estávamos programando, vamos desligar", afirmou.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber