Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Maior competição de profissões técnicas do mundo chega ao Brasil na terça

.

FERNANDA PERRIN
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A WorldSkills, olimpíada de profissões técnicas e maior evento sobre o tema do mundo, chega a São Paulo na terça (11). É a primeira vez que a competição, organizada pela primeira vez na Espanha em 1950, acontece na América Latina.
Em sua 43ª edição, o evento terá a participação de 1.200 competidores de 62 países, que disputam medalhas de ouro, prata, bronze e certificados de excelência em 50 categorias diferentes, que vão desde mecatrônica a pintura automotiva.
Rediscutir a matriz educacional brasileira, com a valorização do ensino técnico, é o principal objetivo do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), que representa o Brasil na WorldSkills.
A delegação brasileira é composta por 56 jovens, sendo 50 estudantes do Senai e seis do Senac. São, em sua maioria, homens (há apenas sete mulheres) com até 22 anos de idade, selecionados em torneios e olimpíadas de conhecimento organizados pelas entidades ligadas à CNI (Confederação Nacional da Indústria).
Os competidores recebem treinamento, que pode envolver viagens internacionais, e mentoria.
O mineiro Alef do Nascimento Souza, 20, já passou por três formações técnicas e largou o curso de direito na Universidade Federal de Minas Gerais para representar o Brasil na categoria Jardinagem e Paisagismo. ‘Desde pequeno, eu queria ser engenheiro, então aos 16 anos optei por fazer um curso de aprendizagem industrial em elétrica, que era perto de casa‘, diz.
Diferente de muitos estudantes de formação técnica, porém, Souza não trabalha na área. “Sou um competidor full time [em tempo integral].”
Nas provas, os competidores serão desafiados a desempenhar atividades do dia a dia da profissão. Uma equipe de experts internacionais decide quem são os vencedores.
Na última edição do evento, que ocorreu em 2013 em Liepzig, na Alemanha, o Brasil ficou em 5º lugar na classificação geral. A meta para este ano é conseguir o primeiro lugar, batendo a Coreia do Sul, principal rival dos brasileiros, segundo Raphael Lucchesi, diretor geral do Senai.
FÓRUM DE LÍDERES
Conferências, palestras e eventos devem ocorrem paralelamente à competição. No Fórum de Líderes, comandado pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, mais de 20 chefes da pasta de diferentes países devem discutir o ensino profissionalizante. A ideia é que, ao final, seja feita uma carta aberta com recomendações para a área.
“A principal razão para fazermos uma competição dessa magnitude é fazer a sociedade brasileira ressignificar a educação profissional”, afirmou Lucchesi durante coletiva realizada nesta quinta (6). Ele cita o exemplo da Finlândia, que recebeu a WordSkills em 2005. À época, cerca de 30% dos jovens frequentavam alguma modalidade de ensino técnico (nível médio). Hoje, esse número subiu para 69%.
Em comparação, 8,4% dos jovens brasileiros fazem ensino técnico, segundado dados do Senai. As matrículas, contudo, têm aumentado: entre 2008 e 2014, cresceram 88%, resultado de investimentos na área realizados pelo governo federal, via Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) e da atratividade da formação, que possibilita uma entrada direta no mercado de trabalho.
“Investir em educação profissional é importante porque tem forte pegada de ampliar a produtividade do trabalho, o que aumenta a competitividade das empresas”, afirma o presidente do Senai, para quem o sistema educacional brasileiro é ”excessivamente academicista”.
Os ganhadores serão anunciados na cerimônia de encerramento, no domingo (16). As provas, que acontecem entre os dias 12 e 15, também poderão ser acompanhadas pelo site do evento, que também fornece informações sobre as ocupações em disputa, como as competências necessárias para desempenhar a função, a expectativa de salário e o mercado de trabalho.
A organização espera que 200 mil visitantes passem pelo Anhembi na próxima semana.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber