Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Marcas das aéreas TAM e LAN são fundidas em uma única, a Latam

.

GIULIANA VALLONE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Grupo Latam Airlines anunciou nesta quinta-feira (6) a unificação de suas marcas LAN e TAM em uma única identidade, que será conhecida como Latam. A mudança começará no primeiro semestre de 2016 e deve ser implementada até 2019.
A mudança de marca surge três anos depois que a LAN Airlines, sediada em Santiago, combinou-se com a brasileira TAM para criar a maior companhia aérea da região.
O custo para a adoção da nova marca única será de entre US$ 30 milhões a US$ 40 milhões, segundo Jérôme Cadier, vice-presidente de marketing da companhia.
Na apresentação, a presidente da TAM, Claudia Sender, ressaltou que o evento desta quinta marcava o anúncio da nova marca, não seu lançamento. O logo da Latam deve começar a ser apresentado aos consumidores neste ano, em campanhas nas redes sociais e no novo site da companhia.
E a marca unificada começará a ser fisicamente visível em aviões e outras áreas a partir do ano que vem, o que consumirá a maior parte dos recursos gastos com a mudança, afirmou Sender em evento em São Paulo.
A decisão de criar uma marca global e unificada em vez de suas marcas domésticas fortes ressalta o crescente foco da indústria em turismo internacional para compensar a demanda doméstica mais fraca na região.
A TAM, divisão brasileira da Latam, anunciou no mês passado que reduzirá a capacidade doméstica em 8% a 10%, e a companhia aérea rival Gol afirmou que diminuirá as frequências em 1,6% na segunda metade do ano.
A LAN também tem subsidiárias no Peru, Argentina, Colômbia e Equador, que serão integradas à marca Latam.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber