Mais lidas
Economia

Corte grega rejeita apelo e plebiscito é confirmado para domingo

.

LEANDRO COLON, ENVIADO ESPECIAL
ATENAS, GRÉCIA (FOLHAPRESS) - O Conselho de Estado, alta corte administrativa da Grécia, rejeitou o apelo judicial para cancelar o plebiscito de domingo (5) sobre o acordo do país com credores.
O órgão analisou o recurso de dois cidadãos gregos nesta sexta (3) e manteve a realização da consulta popular convocada pelo primeiro-ministro, Alexis Tsipras.
Os autores alegaram que o plebiscito viola a constituição por ter sido, entre outras coisas, anunciado somente no último final de semana e tratar de recursos públicos. Segundo a mídia grega, os responsáveis pelo recurso teriam ligação com os partidos de oposição do governo de Tsipras.
Tsipras reafirmou nesta sexta-feira (3), em breve pronunciamento na televisão, o pedido pelo voto não (contra um acordo com credores) no plebiscito.
Segundo o premiê, rejeitar a proposta de socorro dos credores é votar contra a "chantagem" e o que ele chama de "ultimato" da outra parte da negociação. "Diga não para aqueles que estão tentando incitar o pânico, tentando evitar que você faça a melhor escolha para seu futuro", afirmou.
Tsipras ainda comentou o relatório do FMI (Fundo Monetário Internacional) que destaca, entre outras coisas, a necessidade de um perdão de pelo menos 30% da dívida grega, em 177% do PIB no fim do ano passado. "Esse relatório nunca foi dividido pelas instituições em cinco meses de negociação", afirmou o primeiro-ministro.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber