Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Revendas investem em promoções para tentar reverter efeitos da crise 

.

Desaceleração da economia prejudica vendas de veículos zero (Foto: Delair Garcia)
Desaceleração da economia prejudica vendas de veículos zero (Foto: Delair Garcia)

O número de veículos emplacados no primeiro quadrimestre de

2015 nos três maiores municípios está em queda. Conforme apontam dados do Departamento Estadual de Trânsito do Paraná (Detran), entre janeiro a abril deste ano, a queda média de emplacamentos registrada em Apucarana, Arapongas e Ivaiporã chega a 25% no comparativo do mesmo período do ano passado. Com a recessão na venda de veículos novos, concessionárias da região têm investido em promoções para tornar a negociação mais atraente aos clientes, que andam sumidos das lojas. Para fechar a venda, empresas estão ofertando melhores condições de pagamento, taxa zero em alguns modelos, descontos especiais, bônus e até acessórios opcionais como brindes.

Por município, Apucarana registrou menor recuo, 18%. A queda de emplacamentos foi maior em Ivaiporã com índice de 37,2%. Já em Arapongas, foi registrado um número 25,6% menor de emplacamentos.  “O mercado deu uma desacelerada, mas estamos vendendo. Houve uma valorização no carro do cliente, o que torna a compra mais atrativa porque, de certa maneira acaba compensando mais para ele”, analisa o gerente geral da concessionária Volkswagen em Apucarana e Arapongas, Luiz Carlos Balan.

A desaceleração da indústria automobilística está diretamente relacionada ao fim da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), pelo Governo Federal, que também desestabilizou outros setores importantes para a economia brasileira. “A crise não é do setor automobilístico, é do País como um todo. Tem setor que está pior do que o nosso”, afirma o proprietário da concessionária Chevrolet em Apucarana e Ivaiporã, Armando Boscardin.

Para atravessar esta fase, a empresa investe em descontos especiais direcionados ao produtor rural, além de taxas promocionais. “Em função destes descontos especiais, especificamente para a compra de picapes, temos tido um volume de venda melhor do que a média do ano. É um alento para o nosso setor”, comemora.

Contudo, o empresário fundamenta que, além de oferecer boas condições de financiamento, a empresa deve ainda prestar esclarecimentos aos clientes. “As vendas caíram, e dizer que não, é distorcer a realidade. Este é um momento de sobrevivência e é preciso procurar a clientela e esclarecer”, assinala.

Apesar da crise financeira, quem poupou dinheiro e está pensando em comprar um carro zero quilômetro, o empresário orienta que esta é a hora de fechar negócio, porque os preços vão subir ainda mais.

Supervisor de vendas da revendedora Ford de Apucarana, Márcio Roberto Kern, destaca que a concessionária também aposta em promoções e descontos especiais para setores específicos para manter as vendas. “Hoje, as ofertas no zero são semelhantes, de modo que o atendimento prestado e uma boa avaliação no usado são diferenciais”, diz.

USADOS

Ao contrário do mercado de carros novos, as vendas dos seminovos estão estáveis. No diagnóstico das concessionárias consultadas pela reportagem, o mercado está mais regular. E, ao aliar taxas promocionais, a opção torna-se ainda mais atrativa, mantendo o volume de vendas.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber