Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Economia

Deficit do Brasil com o exterior no ano é o maior desde 2001

.

Foto: arquivo
Foto: arquivo

BRASÍLIA, DF - O Brasil registrou em 2014 um rombo recorde nas contas externas. Os gastos brasileiros superaram as receitas em moeda estrangeira em US$ 90,9 bilhões, o equivalente a 4,17% do PIB. 

O saldo negativo nas transações correntes ficou 12,1% acima do deficit de 2013, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (23) pelo Banco Central. Também superou a expectativa da autoridade monetária, que em dezembro estimava um deficit de US$ 86,2 bilhões. 

Em proporção ao PIB, o resultado de 4,17% é o pior desde 2001, quando o deficit chegou a 4,19%, gerando desconfiança sobre a capacidade do Brasil de pagar a sua dívida. 

Os investimentos estrangeiros diretos (US$ 62,5 bilhões) não foram suficientes para cobrir o rombo das transações correntes. 

Em dezembro, o deficit das transações de bens e serviços com o exterior foi de US$ 10,3 bilhões. 

O fraco desempenho da balança comercial, que teve em 2014 seu primeiro deficit desde 2000, foi um dos principais fatores que levaram ao deficit recorde nas transações correntes. O Brasil importou mais que exportou US$ 3,9 bilhões no ano passado.


VIAGENS 

Também houve piora na conta de serviços. O deficit anual subiu de US$ 47,1 bilhões para US$ 48,7 bilhões. 

Apesar da desvalorização do real, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior foi recorde, chegando a US$ 25,6 bilhões. No ano passado, foram de US$ 24,9 bilhões. 

Em ano de Copa do Mundo, os gastos de turistas estrangeiros no país cresceram US$ 210 milhões, muito aquém do que esperava o Banco Central. 

Os gastos dos brasileiros ultrapassaram o que os turistas estrangeiros deixaram aqui em US$ 18,7 bilhões.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber