Facebook Img Logo
Mais lidas
Economia

Líderes do setor odontológico anunciam fusão no interior de SP

.

RIBEIRÃO PRETO, SP - De olho no mercado externo e num faturamento de cerca de R$ 300 milhões neste ano, as fabricantes de equipamentos odontológicos Dabi Atlante e Gnatus anunciaram nesta segunda-feira (12) um processo de fusão. A junção das duas empresas, ambas de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), depende ainda de aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Segundo Pedro Biagi Neto, presidente da Dabi, a fusão surge da necessidade de potencializar as atuações das duas empresas no mercado externo. 

A união acontece após o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior anunciar um saldo negativo de US$ 4 bilhões na balança comercial da indústria de equipamentos da saúde, registrado no ano passado. "Hoje, 60% das fabricantes brasileiras são de pequeno porte, com faturamento de até R$ 6 milhões ao ano", disse Paulo Fraccan, superintendente da Abimo. 

A fusão tentará ajudar a reverter o déficit no setor e fazer com que as empresas ribeirão-pretanas ganhem espaço no mercado norte-americano, segundo Fracccan. "Embora tenham um parque de produção moderno, ambas estão fora [do mercado americano]", disse. 

Caso a fusão seja aprovada, a companhia passará a ser gerida por um conselho de administração, que será formado pelas famílias Biagi e Nomelini, proprietárias das empresas. Juntas, as duas empresas faturaram R$ 280 milhões ano passado, num aumento de 12%. 

As marcas Dabi e Gnatus permanecem e outras decisões -como o nome da holding, por exemplo- serão tomadas só depois que o Cade aprovar a fusão, o que deve durar cerca de seis meses. 


VAGAS MANTIDAS 

Após a união, as empresas contarão com os mesmos 1.100 funcionários hoje distribuídos nas duas fábricas. De acordo com Gilberto Nomelini, presidente da Gnatus, não há plano de demissão. "Pelo contrário: nossa perspectiva é de crescimento", disse. A intenção dele é aproveitar os parques fabris já existentes e capacitar a mão de obra para a entrada de novos produtos. 


MERCADO

Hoje, a Dabi já exporta para 30 países, principalmente para os da América do Sul. Já a Gnatus tem clientes em 140 países e é única brasileira do segmento a ter fábrica na China, além de filiais no México, Bolívia e Dubai. As empresas se destacam na área tecnológica. A Dabi, por exemplo, lançou o primeiro consultório do mercado comandado por iPad há cerca de dois anos. O anúncio da fusão acontece menos de um ano após as indústrias que produzem equipamentos e produtos para a saúde na região formalizarem o APL (Arranjo Produtivo Local) da Saúde. 

Juntas, 120 empresas do interior paulista faturam cerca de R$ 1 bilhão por ano e empregam 5.000 funcionários. Elas produzem equipamentos médicos e odontológicos, e produtos ligados a fármacos, biotecnologia, cosméticos e saúde animal.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Economia

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber