Mais lidas
Economia

Consultor Ricardo K é dispensado da ex-OGX de Eike Batista

.

SAMANTHA LIMA
RIO DE JANEIRO, RJ - Contratado em 2013 por Eike Batista para tentar salvar o império X, o consultor especializado em reestruturações Ricardo Knoelpfemacher, ou Ricardo K, deixou nesta quarta-feira (7) a empresa que mais contribuiu para o afundamento do grupo, a ex-OGX.
Os seis conselheiros da empresa, entre eles Eike, decidiram, em reunião nesta quarta-feira, não renovar o contrato com a empresa de Ricardo K, a Angra Partners.
O acordo previa a prestação de serviço de consultoria para a elaboração do plano de recuperação judicial -aprovado pela Justiça em fevereiro de 2014- e sua permanência até a entrada dos credores no quadro de acionistas, concluída em outubro.
Ricardo K segue tentando reerguer as outras empresas-problema do empresário, a mineradora MMX e o estaleiro OSX, ambos em recuperação judicial
Eike recorreu a Ricardo K em agosto de 2013, depois de frustrada a tentativa de levantar seu império com ajuda do BTG Pactual, do banqueiro André Esteves. Essa parceria anterior durou apenas cinco meses, encerrada depois da insatisfação do empresário com a atuação do banco.
Procurado para comentar a saída de Ricardo K, o advogado de Eike, Sérgio Bermudes, negou rumores de desentendimentos entre ambos. "Eike pediu para ressaltar que não há rompimento, e que Ricardo K segue assessorando-o em todos os aspectos dos negócios do grupo".
Ricardo K foi presidente da Brasil Telecom entre 2005 e 2008, depois de ter atuado como consultor dos fundos de pensão de estatais quando brigavam, ao lado do Citigroup, com o Opportunity no controle da empresa de telefonia. A briga terminou em 2008, com a saída do Opportunity da empresa. Ricardo K a deixou quando a BrT se fundiu com a Oi, também em 2008.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber