Economia

Fipe reduz projeção para IPC ao final de maio para 0,37%

Da Redação ·
A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) reduziu a projeção para o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ao final de maio de 0,40% para 0,37%. A nova estimativa compõe-se de altas esperadas de 0,25% para Habitação, 0,42% para Alimentação, 0,21% para Transportes, 0,38% para Despesas Pessoais, 0,87% para Saúde, 0,95% para Vestuário e 0,08% para Educação. A variação de 0,47% apresentada pelo IPC na terceira quadrissemana de maio, divulgada hoje, veio levemente aquém da alta de 0,49% esperada pela própria Fipe e abaixo do nível de 0,56% da segunda quadrissemana. Seis itens representaram, juntos, 67% de toda a alta do índice nessa medição. Foram eles gasolina, que sozinha respondeu por 28% da variação total do IPC, aluguel (13%), leite longa vida (10%), batata (8%), feijão (4%) e refeição fora do domicílio (4%).
continua após publicidade