Economia

Governo fará ação coordenada para acelerar Belo Monte

Da Redação ·
O governo vai desencadear uma ação coordenada, com vários ministérios, para acelerar as obras da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará. Foi o que ficou decidido na reunião de mais de três horas entre o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão e a presidente Dilma Rousseff, no Palácio da Alvorada. Segundo Lobão, a usina é prioridade para o futuro energético do País, da qual o governo federal não abre mão. "Trata-se de uma energia limpa para evitar que o País lance mão de termelétricas, que produzem energia suja e cara", afirmou o ministro, lembrando que a usina vai produzir 11 mil megawatts, suficientes para substituir várias termelétricas. Ele disse que apresentou à presidente um relatório detalhado sobre as dificuldades que têm retardado as obras da hidrelétrica. Sobre o marco regulatório da mineração, Lobão disse que o tema é prioridade do governo e será implementado o mais rápido possível.
continua após publicidade