Economia

Mantega: alta das commodities é especulação financeira

Da Redação ·
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que a inflação provocada pela elevação de preços das commodities é resultado principalmente da especulação financeira. Em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Mantega destacou ainda a política expansionista adotada pelos Estados Unidos e pelos países da Europa. "É uma fábula de dinheiro. A maquininha de fazer dólares está funcionado a todo vapor, injetando dólar no mundo", afirmou o ministro, referindo-se à política norte-americana de expansão de liquidez para impulsionar a economia. Segundo o ministro, como não há oportunidades de investimento nestas economias, o dinheiro que está sobrando é aplicado no mercado futuro de commodities, fazendo com que o preço suba mais do que se o problema fosse apenas climático. Ele afirmou ainda que a inflação no Brasil ainda é menor que em outros países emergentes. "O Brasil não está mal nesta foto. Tem a inflação mais controlada que em outros países", disse. Além dos preços dos alimentos, Mantega destacou o aumento dos preços de petróleo e minério nos últimos 12 meses. Segundo ele, em valores de abril, o preço do petróleo está no mesmo patamar da década de 1979. "Estamos no pico de petróleo semelhante à crise da década de 70. Não é brincadeira", afirmou. "É um problema mundial, que afeta menos o Brasil, que é autossuficiente, mas nos influencia, porque compramos alguns derivados, como diesel", afirmou. Etanol Mantega disse ainda em audiência na CAE do Senado que o preço do etanol deve cair a partir deste mês, já que a colheita da cana-de-açúcar começou. "A boa noticia é que a safra já está sendo colhida, apesar das chuvas, e devemos ter redução de preços a partir de maio." Segundo ele, o etanol sazonalmente apresenta preços mais elevados em abril, no período da entressafra, mas em 2011 ele também foi afetado pelo preço mais favorável do açúcar no mercado internacional. "É verdade que o consumo de etanol aumentou nos últimos anos, mas também aumentou o preço do açúcar. É uma regra de mercado, o preço do açúcar é mais conveniente e houve certo desvio na produção", admitiu Mantega. O ministro afirmou que o governo vem trabalhando para a regulamentação desse mercado, inclusive estabelecendo o etanol como combustível, via Medida Provisória (MP). "A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vai cuidar disso, com exigências maiores para a produção de etanol. Queremos estimular os produtores, pois o consumo tem subido bastante", completou.
continua após publicidade