Economia

Reunião sobre operários do PAC não é conclusiva

Da Redação ·
Terminou no início da tarde de hoje, no Palácio do Planalto, a primeira reunião de representantes do governo, de centrais sindicais e construtoras para discutir problemas trabalhistas nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em mais de duas horas de conversa, os participantes do encontro admitiram a atuação de "gatos" para intermediar contratos de operários para as obras da usina de Jirau, em Rondônia, que está paralisada desde a eclosão de uma revolta de trabalhadores. Uma nova reunião foi marcada para a próxima quinta-feira. O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência, admitiu o erro do governo em não planejar a estrutura dos povoados de Porto Velho para receber a obra, mas criticou sindicalistas e construtoras. "Sou sindicalista, ou melhor, ex-sindicalista, vou falar uma coisa: ninguém faz greve em obra que está boa", disse o ministro, segundo um dos participantes do encontro. Gilberto também cobrou o fim das "brigas de base" envolvendo sindicalistas.
continua após publicidade