Economia

Inflação voltou a ser preocupação global, afirma Tombini

Da Redação ·
O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, afirmou hoje que a inflação voltou a se tornar uma preocupação global. Ele ressaltou que o choque de preços de commodities está pressionando os índices de preços em diversos países desenvolvidos e também emergentes. De acordo com Tombini, a alta de preços no Brasil não está só relacionada aos preços de matérias-primas alimentícias e commodities metálicas e de energia, mas também está relacionada a um choque de preços registrado no início do ano, entre eles, os administrados. "Há também a pressão da alta de preços de serviços, o que é um reflexo da mudança estrutural da economia brasileira nos últimos anos", disse. De acordo com manifestações recentes de Tombini, a melhora de renda da população e decorrente aumento de consumo fizeram com que a demanda por serviços avançasse no Brasil. Na avaliação do presidente do Banco Central, a evolução recente da inflação no Brasil pode gerar "uma possível piora marginal na percepção dos agentes econômicos" sobre a perspectiva da inflação. "Mas, na ausência de choques (de preços), essa percepção dos agentes econômicos deve melhorar." O presidente do Banco Central participou hoje, em São Paulo, de evento para entrega do prêmio de banqueiro do ano, concedido pela revista Banco Hoje, que ficou com Roberto Setubal, do Itaú Unibanco. Tombini não deu entrevista à imprensa.
continua após publicidade