Economia

China vai eliminar taxas de transações com imóveis

Da Redação ·
A China vai eliminar algumas taxas sobre transações com propriedades residenciais e reduzir outras a partir de 1º de maio, para ajudar a diminuir a pressão inflacionária sobre os imóveis. As mudanças permitirão que companhias e indivíduos poupem 4,1 bilhões de yuans (US$ 624 milhões), segundo informou hoje a Comissão de Desenvolvimento e Reforma Nacional (NDRC, na sigla em inglês). O governo vai eliminar taxas de processamento para pagamentos de entrada na compra de residência, para transferências da propriedade de um imóvel por meio de herança ou casamento e para acordos de leasing para aluguéis de valor baixo. O comunicado da NDRC não especifica se as mudanças serão permanentes. A China vem aumentando os esforços para solucionar o ressentimento do público com os preços dos imóveis, que vêm subindo para além do alcance dos cidadãos comuns. Na terça-feira, a NDRC havia anunciado novas regras que determinam que as incorporadoras e as agências estatais têm de declarar informações precisas sobre preços. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade