Economia

Encomendas de bens duráveis caem 0,9% nos EUA

Da Redação ·
As encomendas de bens duráveis nos Estados Unidos recuaram mais que o esperado em fevereiro, segundo informou hoje o Departamento de Comércio do país. As encomendas diminuíram 0,9% em fevereiro, para o valor sazonalmente ajustado de US$ 199,99 bilhões. A previsão dos economistas era de alta das vendas de 1,5%. Já as encomendas de aeronaves e peças aumentaram 26,7%. O setor, bastante volátil, geralmente impulsiona para cima os números gerais das encomendas, mas o ganho do mês passado não foi suficiente para levar o indicador econômico para o território positivo. Excluindo transportes, as encomendas de bens duráveis recuaram 0,6%. As encomendas de maquinários, em queda por dois meses seguidos, apresentaram o maior recuo. As novas encomendas desses equipamentos diminuíram 4,2%, para US$ 26,63 bilhões. Os metais primários e os equipamentos de comunicação também pesaram. As encomendas de produtos importantes, como as de metal fabricado, subiram 2,1%. As encomendas de equipamentos elétricos e domésticos avançaram 2,6%, enquanto as de automóveis aumentaram 1,9%. De acordo com o Departamento do Comércio, as novas encomendas de bens de capital (máquinas e equipamentos) não ligados à defesa e excluindo aeronaves, uma parte essencial do relatório, recuaram 1,3% em fevereiro. Essas encomendas são uma referência do investimento das empresas. As encomendas de bens duráveis caíram em quatro dos últimos cinco meses, mas os números fracos seguem ganhos sólidos - até agora, em 2011, as encomendas subiram 7,6% em comparação com o mesmo período do ano passado. As encomendas de bens de capital ligados à defesa recuaram 24,8% em fevereiro. As encomendas totais de bens de capital caíram 1,3%, enquanto as encomendas de bens de capital não ligados à defesa aumentaram 2,5%. Os embarques de bens duráveis aumentaram 0,3% em fevereiro, enquanto os estoques cresceram 0,9%. As encomendas não atendidas subiram 0,4% no mês passado. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade