Economia

Geithner: Congresso dos EUA deve elevar teto da dívida

Da Redação ·
O secretário do Tesouro dos Estados Unidos (EUA), Timothy Geithner, disse que o Congresso do país deve elevar o teto de endividamento do governo e sugeriu que o limite desse endividamento seja atrelado a algum índice para evitar que os congressistas precisem votar sobre esse assunto de tempos em tempos. "Somos o único país que eu conheço, ou o único país sério, que exige dos representantes eleitos aumentos periódicos no limite" de gastos, afirmou Geithner durante uma audiência com um subcomitê da Câmara dos Representantes. "Não sei por que vocês querem conviver com isso". Segundo o secretário, não há provas de que um limite numérico para as despesas do governo seja uma ferramenta eficaz de disciplina fiscal. "Em essência, nós nunca vamos descumprir nossas obrigações. Nenhum Congresso permitirá um calote". O Departamento do Tesouro estimou no início de março que os EUA atingirão o limite de endividamento de US$ 14,294 trilhões entre 15 de abril e 31 de maio. A data exata dependerá da saúde da economia, da receita obtida com impostos e de outros fatores. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade